terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

O seu reflexo

 
Era apenas uma rapariga doce que gostava de brincar com bonecas e casinhas cor de rosa.
Os pais sempre fizerem de tudo para nada faltar-lhe nem o amor que toda a criança naquela altura necessitava.
De manhã, ela vestia-se para escola sempre em frente a um espelho, mas nunca olhava a fundo para ela, apenas acompanhava o seu reflexo e ia embora.
Até que um dia depois de fazer os deveres de casa foi ao quarto buscar uns brinquedos e parou em frente ao espelho e começou a transparecer um reflexo que ela jamais teria visto  em toda a sua vida.
Ela via-se daqui a 20 anos é incrível como a sua postura estava tão descolada, aquele sorriso de meninha já não vivia em si, o seu cabelo não estava mais arranjadinho como sua mãe sempre aconselhou a fazer e o seu coração estava completamente despedaçado.
Com um cigarro na mão e uma garrafa de Gin ela veio avisar a essa menina para seguir os seus sonhos, obedecer mais os seus pais, não deixar que qualquer pessoa conquiste seu coração e que viva muito para ela porque por vezes era um desperdício confiar, amar, partilhar e preocupar-se tantos com as pessoas quando elas não sentem o mesmo nem farão o mesmo.
As pessoas farão de tudo para passar por cima dela nem que tenha que prejudicá-la, irão dizer-lhe coisas horríveis que ela nunca irá esquecer e irá magoar-lhe muito, e quanto mais ela faz pelas pessoas mais elas irão arranjar um jeito de deixá-la arrasada até chegar a questionar se esse amor é para valer.
A rapariga do espelho falou também para ela escolher se quer ser feliz ou se prefere estar com pessoas que são capazes de colocá-la no fundo do poço.
Aconselhou a não deixar de se arranjar e ainda assim não perder esse sorriso de meninha porque quem realmente gosta dela irá querer que ela o tenha sempre.

Hidden Figures

 
Quando eu vi o trailer deste filme fiquei com uma vontade imensa de ver, primeiro porque se trata de mulheres, segundo são mulheres negras e em terceiro as atrizes que protagonizaram deixaram ainda mais orgulhosa.
Este filme trata-se de três mulheres que trabalhavam no edifício da Nasa e apesar das suas capacidades e conhecimentos acabavam por não poderem desenvolver muito por serem negras.
Nesta altura, estava muito presente muitas divergências que haviam entre os brancos e os pretos, ou seja, casa de banho dividadas, escritórios, autocarros, bibliotecas, escolas até uma simples cafeteira de café era dividido, o que é ridículo.
Se eu vivesse nessa altura eu não saberia bem como lidar com isso, mas elas souberam lidar e impôr as essas situações.
Elas lutaram e ajudaram a resolver muitos dos calcúlos que ajudaria o homem ir á lua, o mais interessante é que só com este filme fiquei que saber que até mulheres negras ajudaram nesta missão o que foi escondido por tanto tempo.
O que este filme ensinou-me é que muitas vezes não dão oportunidades ás mulheres ou negras poderem brilhar e espalhar o que sabem e isso atrasa tanto o mundo quando podemos aprender uns com os outros e lutarmos todos juntos por um objetivo.
Se eu tenho dúvidas se o homem realmente foi á lua, tenho, mas gostei mesmo muito deste filme.


Flower Girl

 
Sabes eu sou a rapariga que sentava lá atrás na cantina sempre com um livro diferente, mas com a mesma playlist de músicas.
Nunca tive um estilo específico apenas ouvia o que fazia realmente feliz e deixava viva.
Usava um Pixie Cut, e por vezes um delienador de gatinho só para sentir um pouco mais bonita, mas as minhas sardas destacavam-se ainda mais.
Sou apreciadora de comidas vegetarianas, mas sou totalmente louca por uma lasanha de carne picada mesmo com o tempero da minha mãe parece contraditório, mas é mesmo assim.
O meu quarto tem tons de verde alface, gosto de coleccionar cactos e muitas flores só para manter-me perto da natureza do qual estou privada porque a minha cidade cada vez mais está deteriozada.
Nos meus tempos livres faço bordados e gosto de colocá-los na parede e faz-me sentir intelectual.
Tenho 5 gatos e todos os nomes deles vem de comédias românticas que vejo para poder fantasiar um pouco.
Eu ainda não encontrei o rapaz que deixará colada noites inteiras agarradas ao telemóvel.
Sou corajosa de ir ao cinema sozinha e beber um chá num café só com a minha compania, e dessa forma eu sou feliz porque tenho-me a mim e assim sou feliz.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

A minha rotina é outra

 
A uma semana e pouco senti-me obrigada a mudar toda a minha rotina.
Recebi uma carta do centro de emprego na esperança de ser uma luz no fundo do túnel, mas era simplesmente uma carta para saber sobre uma formação.


No ínicio, fui um pouco desmotivada porque normalmente eles exigem muito de uma pessoa, mas afinal só pediam o 12 ano e que tivesse entre os 18 anos e 29 anos.
Já estamos a ir bem! 
A formação era de Técnico de Logística e a empresa que estava a contratar-nos era a DHL, eu nem acreditava no que tinha acabado de ouvir.


A formação teria uma duração de 2 meses, e ainda teria oportunidade de estagiar durante 3 meses na grande empresa Autoeuroupa.
Nesse momento, o meu mundo caiu porque depois de tanta informação ficamos a saber que ainda iríamos receber uma bolsa e ajuda para os transportes após ouvir isso fiquei muito mais aliviada porque eu não sabia como iria conseguir arranjar dinheiro para poder aproveitar esta oportunidade.


Passado alguns dias fui chamada para uma entrevista então tive que recorrer ao Pinterest para consultar looks como deveria vestir numa entrevista, o mais complicado foi com o meu cabelo, mas lá dei o meu jeitinho, e ainda pedi conselhos a uma amiga minha e talvez pode ter sido por isso que ganhei mais um ponto na entrevista.
Durante a entrevista estava super nervosa e apenas respondi ao que perguntaram. 
Fiquei com um certo receio de falar mais do que devia.
Entre muitos fui uma das chamadas, mas quase perdi a esperança enquanto aguardava pela chamada porque eu sou a rainha do pessimismo.
Assim que desliguei a chamada comecei a gritar feita histérica e a dançar porque eu não acreditava que algo tinha corrido bem.
Apartir daquele momento só tinha que preocupar com o passe e a papelada que tinha de entregar lá.
Tudo estava e está a correr bem, acabei por integrar numa turma no turno da manhã.
Tenho de acordar ás 5h20 e levantar logo da cama sem pensar duas vezes, fazer a minha higiene, vestir, comer e ao mesmo tempo ver vídeos do youtube.
Saio de casa e ainda está de noite, no primeiro dia eu estava com muito medo de ser assaltada,mas fui habituando tento vestir algo confortável e aproveitar a caminhada que tenho até á paragem de comboio porque a minha resistência estava um caos.

E como não tenho estado muito tempo em casa acabo por comer coisas saudáveis e estou sempre em movimento e mais animada!
Espero que tenham gostado desta minha partilha com vocês!

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Olhos verdes cheios de tempestades


Existem momentos para relembrarmos as coisas boas e descartarmos completamente das más.
A Letícia era uma mulher de olhos verdes que também no seu olhar trazia oceanos cheios de tempestades, nunca foi muito faladora, mas apesar disso o seu silência gritava inteligência e felicidade.
Os seus cabelos negros pareciam-se como as florestas escuras perto da sua casa que ela percorria todos os dias á procura de paz.
Ela deixou-se de preocupar com as pessoas e os pensamentos que atormentavam.
Simplesmente passou a ocupar a sua mente em livros de histórias que não contavam a dela.
A Letícia gostava de homens e mulheres,e não fazia muita diferença porque ela apenas buscava o amor verdadeiro, mas parecia que ás vezes o seu passado a impedia de crescer e evoluir como se tivesse medo de desiludir alguém.
Por vezes, ela ouvia vozes ou conversava consigo dias inteiros em busca de libertar-se de tais sentimentos de medo ou culpa, que nem deveria pertencer a ela porque foi alguém que a marcou e a destrui por dentro ao mesmo tempo.
O drama era o seu melhor amigo, assim como podia tornar-se o maior inimigo só que ela sempre soube lutar muito bem contra isso.
Para manter-se perto da felicidade ela escrevia, cantava e pintava o mundo dela cheio de amigos e amigas que com a vida iam partindo para as suas vidas.
As pequenas coisas que preenchiam o coração explosivo de Letícia faziam ela ser única, e mesmo assim ela permanecia nesse seu silêncio.

Fonte de Imagem: We Heart it

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

As músicas que não saem da minha mente

Ultimamente tenho andado a escutar demasiado estas músicas porque significam muito para mim assim como deixam super calma e pensativa.
Sendo assim gostaria de partilhar com vocês e que possa vir a fazer parte das vossas playlists:

1- Nirvana- Where Did You Sleep Last Night
Eu gosto muito desta música, ela é meio triste, mas é antiga e gosto muito de ouvir a voz dele deixa-me super calma.
Já oiço essa música desde sempre e a história que está por trás dela também é bem incrível.
Ainda tenho a minha guitarra e um dia irei aprender a tocar esta música que não deve ser assim tão difícil.




2- Lana Del Rey - Young and Beautiful
Esta música é linda, toda a letra foi escrita com pés e cabeça e eu gosto de ouvir músicas assim que façam pensar ou transmitam alguma mensagem.
Já esta fala de amor!
Estou á espera de um novo disco desta artista enquanto isso continuarei alimentar os meus ouvidos com esta música linda.




3-Sevyn Streeter- Before I do
Esta é uma música digna nos anos 90 & 2000 em que o RNB era somente músicas de amor com sentido sem ser preciso ser demasiado sexual para transmitir uma mensagem.
Tudo era simples e esta artista conseguiu tudo isso nesta música.

Espero que tenham gostado deste post!

sábado, 11 de fevereiro de 2017

As coisas são para acontecer naquele momento

 

Um dia destes estava deitada no sofá a ouvir música e comecei a pensar em todas as coisas boas e más que já aconteceram e em todos erros que já cometi e se pudesse voltava atrás mudava tudo, mas não posso porque a vida obrigou-me a viver com isso e  sobretudo a aprender.
Todos os erros que já cometi foram lições para testar os meus limites e desejos, outros foram para crescer, outros foram para desafiar-me para eu poder distinguir entre o bem e o mal.
Sendo assim, direi obrigada por ter passado por essas coisas porque talvez seria uma outra pessoa e eu gosto muito de ser eu.
Ao longo da minha vida apaixonei demasiado por pessoas, mas também tive grandes desilusões que ensinaram a não dar de tudo logo no ínicio da relação e esperar que tudo seja feito sozinho.
Aprendi a não confiar tanto nas pessoas e a deixar de ser menos estúpida.
Acabei por conhecer bem a fundo os meus verdadeiros amigos e são tão poucos, mas tão bons que prefiro manter esses que tenho.
 Continuei ali a repensar e veio á mente de como a vida é tão frágil ou tão curta, todos vamos morrer um dia essa é a nossa realidade infelizmente, mas por favor vamos viver mais, vamos amar mais, vamos falar mais, vamos escrever mais e tirar muitas mais fotografias.
Porque quando não temos quem amamos do nosso lado, temos logo a mania de ir buscar uma fotografia e ficar ali a pensar no que poderiámos ter feito ou nos bons momentos que tivemos juntos, mas que essa necessidade de ter a pessoa que gostavámos não fique por aí.
Mas podermos aplicar todas as boas maneiras que deixaram conosco, acho que não há melhor herança como essa.
Quando estou ali na cozinha toda animada a cozinhar eu penso:" aí mãe obrigada por teres e ensinado a cozinhar mesmo aqueles teus pequenos segredos, arrumar uma casa e saber comportar e manter a calma em certos momentos."
A minha mãe partiu e doí muito pensar nisso, mas quando penso em tudo que vivi com ela não arrependo de pensar que ela agora está a descansar e se não fosse ela na minha vida talvez não seria eu.
Vamos agradecer essas coisas assim como agradecer a Deus, á vida, á comida, aos amigos, aos namorados e aos maridos e á família que temos mesmo que não seja a melhor, mas é nossa.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Somos tão abençoados

 

Já pensaste alguma na oportunidade que vida nos deu para estarmos aqui juntinhos a dançar como se não houvesse amanhã?
Eu já pensei que um simples episódio poderia mudar o meu destino talvez teria outros amigos e talvez ainda não amaria alguém ou amaria outro alguém.
Não consigo esquecer como foi tão conhecer-te e até agora continua a ser bom poder continuar ter o meu melhor amigo e namorado na mesma pessoa, eu preciso de acreditar e aproveitar estes pequenos momentos que a vida fez para estarmos juntos.
Não consigo deixar de dizer que eu amo poder ser uma mulher bonita e engraçada do jeito que gostas e ainda assim beijar-te como se fosse o primeiro beijo.
Amo-te, mas Amo-te a sério!
Só tu sabes despir todas as minhas frustações e aconchegar-me com a tua pele, acho que só o facto de exitires na minha vida já é essencial.
Que todas as noites de amor recompensem todo o tempo em que não nos conheciamos e nem fazíamos ideia de que poderia ser tão felizes.
Continuas a ter o mesmo sabor, o mesmo aroma e todo esse humor que veio contigo.
Não quero deixar-te ir, aquele final de tarde em estavamos andar para casa e um comboio passou por nós e apenas aproximávamos um do outro enquanto o sol pairava entre os nossos lábios até ele desaparecer fez-me pensar que cada vez menos suporto a tristeza e despedir-me das pessoas.
Parece coisa de filme, sabes?
Parece que todas as minhas histórias foram uns filmes completos, mas contigo é bem real porque não precisei forçar o que parecia estar destinado.
Deviamos e estamos juntos a partilhar as nossas histórias e aventuras até de madrugada para adormecermos juntos e acordarmos para um novo dia ou um novo capítulo.
Nesta história eu não quero o anel, eu quero ser feliz, só isso!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Cabelos curtos

Por vezes existe muito receio das mulheres cortarem o cabelo, mas não tenham problemas com isso porque o cabelo cresce, eu costumo ver muitas imagens no pinterest não só de cabelo africano, mas outros tipos de cortes também do qual ainda sou apaixonada.
Não irei voltar a cortar o cabelo ou esticar, mas gostava de inspirar outras pessoas a terem essa coragem porque existem certos penteados que dão vida a uma pessoa.

 
As franjas sempre fizeram parte da minha vida e nunca tive medo de fazer uma mesmo sabendo que teria de esticar todos os dias o cabelo, mas a franja sempre deixa o rosto diferente um pouco mais escondido, mas chama mais atenção para os olhos por isso sempre convém fazer uma maquiagem bem chamativa.
 
 
Olhem para mim com 16 anos com a minha franja, eu sempre fui muito louca e gostei de cortar o cabelo gostava de chamar atenção com brincos grandes e umas tentativas de maquiagem.
 
 
Caso eu quisesse que o meu cabelo voltasse a crescer eu fazia umas tranças para o meu cabelo descansar um pouco da chapinha e crescer ainda mais forte.
Assim que o cabelo crescesse dos lados fazia uma franja de novo e ficava assim:
 

Espero que tenham gostado e não tenham medo de cortar o cabelo e arriscar em novas coisas porque podem até ser boas para vocês.
Beijinhos!

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Colaboração Portugal Curvy #11 - Vintage

Este mês de Fevereiro tive mais um deasfio, infelizmente no mês passado não cumpri, mas já voltei com toda a força.
O tema deste mês foi dado pela Vera Pereira do blog B-hyndher, o tema foi Vintage então poderiamos apostar no mais clássico entre outros estilos dentro deste tema.
A grande novidade deste mês é que temos meninas novas no nosso movimento e é muito bom saber que estamos a crescer e cada vez mais vamos tendo mais aliadas.
Foi com muito prazer que eu e mais a outras raparigas sentimo-nos desafiadas a mostrar-vos os nossos looks.
Tenho a certeza que usaremos criatividade e ainda poderemos inspirar outras pessoas.
Portanto, este foi o que escolhi: 
 
 
 
Eu sinto que este estilo foi engraçado de fazer porque eu normalmente ando muito básica durante o dia-a-dia e quando é dado um desafio tento sempre tentar superar e acabei por escolher este vestido branco da C&A, a camisola verde da Lefties e conjugar com umas meias pretas e umas botas vintage.
Eu já tenho estas botas a que tempos assim como tenho uns sapatos iguaizinhos a estas botas, quando acho que ficava melhor as botas e os dias tem estado muito frios.
Apenas coloquei alguns acessórios para não ficar tão simples e este foi o resultado.


 
 

Achei que o livro ficaria bem com este outfit e depois de pensado muito decidi trazê-lo.
Este lenço que trago comigo já foi da minha avó, depois da minha mãe e agora é meu e é tão quentinho.

 
 
Tive que sair algumas vezes da estrada devido aos carros, mas o meu namorado aproveitava para tirar umas fotografias assim e esta para mim foi a melhor.

 
 
Queria mostrar-vos o pormenor do vestido e das botas porque eu sou muito apaixonada por elas.

 
 
 
 
 

Chegamos ao fim, eu espero que tenham gostado e irei deixar o link das outras bloggers que irão participar: 
A Plus Size Girl Who Loves Life
B-hynd Her
Curvy Girl
Diário de uma mulher (im)perfeita
Dream of a Curvy Girl
Manual da Moda
Mary's Big Closet

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Best Youth




Descobri esta banda hoje pelo Instagram da Kelly Bailey visto que ela entrou neste videoclip e achei super fantástico poder partilhar isto com vocês.
Além do mais, eu gosto deste tipo de bandas e fiquei muito contente por ter mais umas músicas para a minha playlist do telemóvel porque já está a ficar repetitivo.
Espero que tenham gostado!