sábado, 30 de abril de 2016

"O meu irmão, o meu orgulho"

Eu posso dizer que já fui uma dançarina de hip hop e dança comtemporânea sempre foi uma coisa que gostei de fazer e gostava bastante de voltar a dançar e voltar a divertir-me com isso.
Peço que passem pelo blog da Lenita Queiroz chamado Um misto de ideias onde tive uma participação no post dela realcionado com o dia mundial da dança.
Portanto, passem por lá!
Entretanto, vim aqui  falar de uma pessoa que é muito importante na minha vida e vim comemorar o dia mundial da dança que foi dia 29 de Abril que foi ontem e foi um dia de muita representividade para os dançarinos neste caso o meu irmão.
O meu irmão tem 18 anos, ele começou a dançar ainda quando era um miúdo ele começou pelo Techno e de momento dança HardJump que é um estilo de dança não muito conhecido cá.
Vou deixar aqui o vídeo dele com homenagem a este dia.
Como diz a minha família:" Nesta família só temos artistas talentosos", e o meu irmão é um deles.
<3



nono

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Memorizei o teu nome



Memorizei o teu nome como memorizei o nosso último beijo.
Memorizei o teu nome como a última vez que disseste que me amavas e disseste todas as coisas mais bonitas que algum dia ouvi.
Nunca pensei que tivesse que partir para uma viagem tão longa, uma viagem com saída, uma viagem espiritual á procura de fazer o bem de um amor.
Memorizei todas mensagens e textos que se mantêm bem juntos a minha memória e a todas as minhas lembranças.
Memorizei o teu nome assim como eu quero que guardes o meu, quero que guardes contigo o perfume, o sentimento que partilhamos, o silêncio que quebramos sem esquecer o nosso amor permanecerá.
nono

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Entendi.Bloquiei.Desliguei


Tenho pensado em escapar do que tem de ser, tenho abraçado a pouca força dentro de mim para poder continuar.
Tudo o que fiz por mero desânimo foi porque não conseguia encontrar aqui.
Dentro da minha mente já caminhava distâncias e distâncias á procura de perdoar-me, mas não consegui.
Pensei que podia passar horas, dias,meses, anos fechada no escuro com os meus pensamentos.
Sinto que estou a escapar da realidade para ouvir a música dos anjos de paz e harmonia que sumiu do meu corpo.
Eu sei como este quarto irá ficar vazio da minha música.
Sei que as paredes irão esquecer as minhas gargalhadas.
Também sei que as roupas deixarão de ter o meu perfume e o cheiro da minha pele.
O sol não irá mais aquecer os cobertores da minha cama.
E a minha tristeza e falta de coragem deixará de molhar as minhas almofadas.
O vento que faz corrente de ar terá pouca coragem de enfrentar.
Desejo que as fotografias sejam lembradas e que a minha memória seja a melhor delas todas.
E dessa forma entendi como as coisas são. Os meus músculos bloquearam. Fechei os olhos e desliguei-me.
Obrigada!
nono

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Velvet Outfits


Com o passar dos anos eu fui ganhando gosto por este tecido, sempre foi um tecido que tive vontade de comprar na feira dos tecidos.
Quando entro numa loja fico deslumbrada com os vestidos ou blazers de veludo.
Este tecido dá a impressão de charme e uma harmonia entre suave e o deslumbrante.















nono

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Apaixonei-me e assustei-me


As noites de verão eram passadas na cama em gargalhadas desmanchadas, em segredos nunca contados, em desejos nunca desvendados, em escolhas mantidas entre nós.
Tinha um carinho e um medo de tocar e magoar quando soube que seria a tua, mas foi um momento mágico.
Lembro de tudo como se fosse hoje eram noites de verão de janela aberta a falar com um estranho que deixava deslumbrada com uma mente cheia de tanta inteligência.
Com a tua inteligência assustei e já estava entre os teus lábios, e de um dia para o outro já te amava, que brincadeira!
Não sei se já citei, mas gosto muito de pessoas inteligentes e gosto de pessoas com sabedorias que com poucas palavras conseguem trazer bons momentos.
Se eu soubesse que desses momentos viveriamos juntos noites de amor, sossego e paz chegaria mais mais rápido do trabalho para estar junto do teu corpo e das nossas conversas de madrugada como as nossas conversas de verão.
Transformamos as noites de inverno em posições perfeitas e lembranças de todos os bons momentos.
É por isso, que as manhãs sempre foram muito difíceis para mim porque não queria mesmo abandonar-te.
nono

domingo, 24 de abril de 2016

Vamos fugir para a ficção

Vivemos num mundo real, vazio e sem conteúdo que por vezes é necessário fugirmos para a ficção  que ainda pode ser mais desgastante ou deprimente.
Vivemos num mundo em que vez de trocarmos palavras de amor, trocamos ódio.
Vivemos num mundo em que o Racismo existe dos dois lados.
Vivemos num espaço de correria e silêncio em que as famílias estão desmorenar sem se aperceberem.
Parece que estamos acostumar-nos a viver num mundo em que julgar o próximo passa a ser normal.
Vivemos num mundo sem auto-estima rodeados de fotos trabalhadas, imagens perfeitas, corpos perfeitos, sim um mundo que respira as redes socais e deixa esse ar tóxico preencher bem os nossos pensamentos.
Vivemos num mundo em que ver outras pessoas a morrer em guerras começa a ser normal porque não está acontecer conosco.
Vivemos num mundo em que existem esteriótipos só existem um e que todos outros são obrigados a tê-lo.
Vivemos num mundo que a liberdade de expressão ainda não é assim tão vulgar.
Para fugirmos para a ficção procuramos a escrita, a fotografia, uma simples maneira de expressar-nos, mas mesmo assim não sabemos se existe um limite.
Fugimos para a ficção para sermos nós próprios, amar-nos e fazermos coisas para nós, mas somos consumidos por uma realidade sem destino.
Uma realidade que está acabar com o mundo que cada dia escrevemos um livro com páginas brancas que merece ser escrito.

nono

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Uma testemunha da minha vida





Quanto mais aprofundamos as palavras e os sentimentos eu fico a pensar que não tenho só um companheiro, mas sim uma testemunha para a minha vida inteira.
Ter uma testemunha de uma vida inteira é ter alguém que conhece os nossos piores defeitos que sofre deles conosco e mesmo assim não desiste de nós.
Continua ali por nós e defende-nos de todos os ataques de pessoas maldosas prontas para destruir momentos.
Essa pessoa será a primeira aperceber-se dos nossos cabelos brancos, da nossa teimosia e esquecimentos e mesmo no dia em que fecharmos os olhos irá garantir que sejamos lembrados pelo feitio ou tudo o que fizemos emquanto vivos.
Essa pessoa irá partilhar conosco todos os momentos em que vencemos, perdemos, desistimos e voltamos.
Essa pessoa nos ajudará a crescermos e desenvolvermos coisas que não sabiámos que existiam em nós.
A testemunha da minha vida é a pessoa que fiz a escolha de passar o resto da minha vida e acompanhar todo o lindo percurso de vida que ainda tenho pela frente.

nono

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Pantacourts- Em sintonia


As calças pantacourt tem sido umas calças que tem destacado alguma curiosidade.
Dá-me a ideia de que são bem sofisticadas, modernas e bastante confortáveis podem ser usadas com sandâlias, tênis ou saltos altos, isso vai depender do nosso gosto.
Dentro dos meus gostos também usaria com crop tops, por isso fico á espera que encontrar as calças que chamem atenção e que dê vontade de comprar.
Talvez seria este tipo de calça que usaria em outfits para trabalhar e jantar com os amigos.











nono

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Não lamento a tua morte, eu celebro a tua vida



Mãe é tudo o que temos na vida!
Dora é o nome dela e nunca chamei de mãe, nunca mesmo, sempre chamei pelo nome porque chamava a minha avó de Mamã e minha mãe nunca se importou com isso.
Até hoje não consigo lembrar da minha mãe com as frases:" Ela era, ela fez, ela falou", simplesmente não consigo, ela continua bem presente na minha vida.
A minha mãe foi muito cedo e gostaria que pudéssemos ter vivido mais momentos e que pudéssemos ter discutido mais porque a melhor parte era como eu tinha vergonha de pedir desculpa pelos meus erros.
A minha mãe era uma mulher de paz e harmonia e nunca deixarei de falar disso, ela tinha uma voz tão calma e relaxante que nunca iria querer ser inimiga de uma pessoa tão calma, nem sei explicar...
Desde a fase do velório, do funeral, dos tempos de choro e sofrimento em casa, eu penso sempre que ela foi á rua comprar pão como fazia todas as manhãs, mas agora está a demorar mais do que o normal a voltar.
Adquiri muitos costumes e vícios da minha mãe, mas sinto a presença dela na roupa que ainda tem o cheiro dela, sinto a presença dela da forma como chamava pelo meu nome, da forma como queria sempre carinho e eu achava ela uma chata, ás vezes, sinto a presença dela nas nossas brincadeiras e nas músicas que ouviámos juntas.
Eu sei que estarei sempre ligada a ela porque herdei o dom da escrita de uma poeta.
Dessa forma, não lamento a morte dela porque sei que está a descansar de uma vida de tanto sofrimento, mas foi tão bom estar com ela 9 meses dentro da barriga dela, ela ser a minha primeira memória e o meu maior exemplo sendo assim celebro a vida dela todos os dias.
Eu amo-te Dora!

nono

domingo, 17 de abril de 2016

Tomboy

Olá!
Eu acho que por ter sempre amigos e grupo de amigos de rapazes nunca senti a rapariga do grupo, sentia que era mais um deles.
E sinto que isso afeta-me muitas vezes na minha maneira de vestir, comportar e falar, mas hoje vim mostrar os estilos de TomBoy que eu gosto.
Tomboy é um estilo bem de rapaz, bem descontraído e também tem a sua sensualidade e o seu lado casual.
Eu admito que sempre que entro numa loja passo na secção de homem porque tem sempre peças bonitas e mais bonitas que algumas roupas de mulher.
E vou partilhar alguns estilos com vocês, espero que gostem!











nono

sábado, 16 de abril de 2016

Não foste a minha primeira vez



Não foste a minha primeira vez, mas envolvo-me no teu corpo como a última vez.
Dispo-me sem pudor, seguindo a loucura, a frescura e a pureza.
Não aceito que ninguém nos questione como é fazer amor contigo porque mais ninguém conhece todos os nossos sinais, os nossos defeitos, a nossa maneira desmazelada, a nossa forma de intensa de amar, o nosso olhar.
Sabes amor, eu só quero que faças saber que é hoje que vais amar?
Sabes amor, eu só quero que faças saber que só vou querer ser tua?
Sabes amor, eu só quero que faças saber que o mundo é melhor quando estou viva perto de ti.
Meu amor se ninguém souber de nós, o mundo é nosso.
Poderei caminhar no teu corpo sem Tabus, sem preconceitos trazendo comigo a manifestação de paixão.
Não foste a minha primeira vez, mas nesta paixão ensinaste a vestir a lingerie que mais gostas em mim, a nudez.
Pensei que ter-te conhecido agora teria sido tarde demais, mas fui a tempo de conhecer o último toque da minha vida.


nono

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Quem eu sigo no Instagram

@Barbie Seth
Mais conhecida por Hanna Beth, ela foi daquelas descobertas no Instagram que desde aí apaixonei e fiquei mesmo obececada pelo estilo dela.
Ela é diferente, é interessante e parece uma caixa de surpresas parece que traz sempre outfits mais grunge, mais dark e eu gosto muito disso.
Ela usa muitos acessórios e exibe muito as tatuagens e isso torna-a ainda mais ousada.
Sempre tive uma recaída por esse estilo e já começo a usar o meu batom preto sem problemas, e sinto que estou cada vez mais a inspirar nela.








nono

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Mente depressiva




Quando não estou nos meus dias, quando discuto com alguém,quando oiço uma música mais triste, quando penso nas perdas que já tive, quando penso em todos os falhanços, quando penso que não vou ser nada aos olhos da família, quando penso nos amigos traidores, quando penso que talvez não vou conseguir publicar um livro.  
Quando penso na dor de não ter uma mãe do meu lado.
Quando penso que acham que sou irresponsável, quando acham que não estou na faculdade por desleixo, quando acham que nunca vou mudar a minha personalidade, quando acham que nunca vou ser dona de casa exemplar, quando acham que nunca vou ter o casamento para celebrar e relembrar, quando penso que não posso confiar nas pessoas que pensei que podia confiar.
Quando penso que não vou agradar as pessoas por mais bem que faça, quando penso que pensam que não tenho objetivos de vida.
Quando penso em quantas vezes fico a silenciar a minha mente de poder pensar e escrever livremente.
Quando penso que vou passar a vida enfiada em hospitais em mais exames, análises, estudos, máquinas, radiações, operações.
Penso em desistir, esqueço tudo de bom na minha vida.
Penso em morte, depois de tudo isso, penso em dar fim a minha vida.
Penso que não vou conseguir.
Penso que todos vão odiar, mas que não vou saber.
Que todos vão dizer fui egoísta e talvez mereça estar no inferno.
Eu choro até secar todas as lágrimas, digo para mim que não é isto que eu quero, que eu não sou nada do que permito que a minha mente pense.
Tento sorrir.
Ouvir a música mais alegre.
Falar com amigas que nunca vi, mas não deixo de ter carinho por elas.
Beijo o meu namorado e abraço-o e faço com que não tenha medo que cada beijo seja o último.
Leio blogs.
Escrevo.
Sonho.
E não desisto.


nono

quarta-feira, 13 de abril de 2016

A rainha da Coachella- Vanessa Hudgens

Não consegui ficar sem fazer este post de alguém que se tem destacado tão bem no mundo hippie, boho e no festival Coachella.
Vanessa Hudgens é muito sensual e sabe como conjugar bem um outfit e todos que irei postar aqui são perfeitos, ela usa muitos rendados, um tecido que vai continuar nas tendências deste verão.
Flores na cabeça, os acessórios que vai desdes anéis a colares, também abusa das cores chamativas.
Dá uma sensação de pureza, leveza e inguenuidade, é bonito apenas.

 






nono