terça-feira, 31 de março de 2015

Corridinha Matinal

Chega a uma certa altura da nossa vida em que devemos tomar certas decisões mesmo porque a nossa  saúde deve estar sempre em primeiro lugar.
Quando vou á médica para abrir exames é um pesadelo porque mesmo sabendo que estou bem, existe sempre algo que perturba a minha mente.
Assim que a médica faz aquela cara suspeita, os meus dentes cerram e ela diz noemi tu tens de tratar melhor da tua alimentação e fazer exercício para não aumentar mais problemas nos teus tendões,coluna e o facto de sofreres de colestrol tão alto.
E eu começo a pensar ahhhh não, tenho de vestir leggins, tênis, muita roupa e sair por aí fora a correr.
Hoje com minha cara de sono levantei e fui correr, custou bastante porque não corria a muito tempo, mas depois de um banho quente soube bem e ganhei logo energia para o resto do dia.
Digo aos meus queridos leitores para deixarem a preguiça de lado porque mais tarde a nossa saúde vai falar por si!







                                                          nono

domingo, 29 de março de 2015

Amar cedo demais

"Eu amo-te, mas é tão cedo para dizer-te isto porque ainda agora começamos, não está certo!"
É uma frase típica dos apaixonados, para aqueles que acabam sempre por sofrer.
Na verdade, todos sofremos, mas muitos agarram-se tão cedo a uma pessoa, a uma rotina, a uma relação que por acidente as pessoas acabam a relação e nem nós próprios entendemos a razão.
O facto amarmos tanto faz de nós cegos pela simples razão de esquecer que há outra pessoa do nosso lado que talvez não sente o mesmo, muitas das vezes não passa de uma atracção,
O pior é termos o nosso destino cruzado com uma viagem de despedida ao amor da nossa vida. No ínicio é sofrimento e tocar em recordações, mas daí para frente sentirás paz porque fizeste tudo o que pudeste, tu amaste.
O amor não basta dizer ou diferenciar porque vivemos com o amor!

nono 

sábado, 28 de março de 2015

Viagem n.2- Angola




Foi a minha segunda viagem e foi a Angola.
Começou exactamente quando viajei na mesma classe que o Anselmo Ralph e fui logo toda assanhada falar com ele.
Não tenho nada contra Angola sinceramente eu senti e vi muita coisa que as pessoas talvez não dão tanta importância.
Eu vi padrões africanos, eu vi como é estar em família de forma pacífica, eu provei tanta variedade de frutas que nunca na minha vida esquecerei tal sabor, tirei tantas fotografias a mera realidade de Angola, sim porque também apanhei diversos buracos nas estradas, apanhei trânsitos enormes e o pó que toda gente fala.
Andei de candungueiro e foi uma experiência engraçada, eu ri a viagem inteira, é que passasse muita coisa lá dentro e num banco de 4 lugares iamos 6, enfim.
Mesmo isso não sendo o mais importante eu estava em Angola e não atrás de uma televisão a pensar como seria andar por lá, em ouvir certas coisas na rua que davam piada.
As pessoas lá são diferentes são simpáticas e não fazem diferenças, somos todos iguais.
Dentro desta experiência estive com os meus tios que para mim era como pais e sempre que o meu tio pudesse levava-me para uma casa de campo onde eu ficava por lá a dançar e a sentir que realmente estava em África,
Lembro de eu mal abrir os olhos sentia o sol a queimar a pele, lá o calor é imcomparável com o de Portugal, e lá também apanhei chuva e a chuva de lá é tão quente que dá vontade de ficar debaixo dela.
Nada melhor do que passar o natal e ano novo num sítio tão africano, em que danças numa discoteca pensando que está fechada e quando olhas para cima vez o céu e transpiras como se tivesses a tomar um banho de chuva.
Angola foi uma das viagens que serviu muito para descobrir quem era eu realmente e fazer uma lavagem cerebral dos acontecimentos e energias menos positivas na minha vida.















nono

sexta-feira, 27 de março de 2015

Conversa não detalhada


Lutei contra todas horas para afastar-te de mim, como se eu soubesse odiar, como se tivesse a certeza de que não haveria mais nada entre nós.
Esqueci-me de ti com vontade de acabar algo que nunca existiu nem como amor platônico.
É querer esquecer que enganei-me este tempo que nem deveria ter tido ínicio, sou tão burra em acreditar numa tensão sem detalhes.
O que fazes imaginar é rídiculo, é controlador, sabes controlar tão bem que não vou conseguir esquecer no buraco em me coloquei.
Já via que as atitudes que tinhas de beijar-me em meus pensamentos não eram corretas, mas não passava de pura realidade usares e abusares porque isto não te diz nada.
Do que vale gastar memórias para num dia eu acabar tudo como se fechasse um livro porque não tenho mais tempo para ti.
Não encontro motivos para isto que sinto, mas sinto vontade de chorar, ouvir músicas terríveis e acorrentar a mim mesma para nunca mais sentir, nunca mais ouvir, nunca mais ver.
Quero ter uma amnsésia, sinto como se tivesse sido dada como perdida, fui desvalorizada e sabem como, sem muitos detalhes.
Sou um ser não detalhado que prefere não ter chão porque não há sorriso que cure um coração despedaçado.
Talvez sou fraca demais porque na maior parte do tempo falo em ser forte e determinada, mas que num lado sou tão fraca que não aguento uma conversa, uma vida, um fim não detalhado.
Peço que não digam para esquecer, ser forte, viver a vida como jovem, deixar de coisas, não chorar, falar mais. Meu Deus! Quero que entendam eu também sou uma pessoa com sentimentos, tenho sentimentos, vivo com os sentimentos todos os dias assim como sofro com eles.
Arrependo-me arduamente de viver um único sentimento porque não passo de uma conversa não detalhada.


nono

quinta-feira, 26 de março de 2015

Poder do olhar


Dizem que com os nossos olhos temos o poder de tudo, visto que a nossa mente não é capaz de decidir tão rápido quando a um simples olhar faz tudo.
Pra mim basta um olhar para ter uma comunicação exacta com as minhas amigas, ás vezes basta um olhar e desatamos a rir.
Realmente existem amizades que não trocaria por nada, tais elas que ensinam tanto da vida como ensinam a ser livre e tola.
Hoje falo das últimas amizades que tenho feito, são mulheres e deixam-me todas orgulhosa delas próprias, são todas tão fortes, lutadoras, honestas e feitas de valores.
O que nossos olhos veêm é os valores de alguém que encontrava-se num mundo totalmente diferente procurando apenas ser feliz, ter sucesso, ser compreendida, alimentar as suas ambições e nessas mulheres vejo paixão, todas elas são apaixonadas.
Com os meus olhos observo uma beleza incansável, se usassemos todos este poder do olhar nem precisávamos de pensar ou tirar conclusões precipitadas.





nono

quarta-feira, 25 de março de 2015

Tag amo/odeio



Hello! Fui nomeada para o tag amo/odeio pela Ana Silva, do blog Ana Silva, Lifestyle, Fashion and Beauty. Vou deixar URL para visitarem o blog: http://annebyana.blogspot.pt/2015/03/tag-amoodeio.html .
Obrigada Ana Silva e este Tag foi criado por Cherry cookie!


Amo:
1. Escrever
2. Ler romances
3. Cantar
4. Dançar
5. Beber com os amigos
6. Gosto de ouvir DrumndBass
7. Gatos
8. Falar com meus amigos que estão fora do país
9. Maças
10. Tirar fotografia a tudo que pra mim é importante


Odeio:
1. Mentira
2. Acordar cedo sem objectivo nenhum
3. Dores de cabeça
4. Injustiça
5. Dor de Dentes
6. Falar e não ser bem interpretada
7. Matemática( aserio por mais que tente vou sempre ter um pequeno ódio)
8. Racismo( talvez com a novela Única Mulher abra os olhos de certas pessoas)
9. Esteriótipo de mulher perfeita( sim porque trás insegurança a qualquer pessoa e falo por mim)
10. Atrasar


nono

Jimmy P


É o Jimmy P, um dos artistas que tem andado a tocar na minha playlist.
Ele é um Rapper português e é tão bom ver jovens como nós a valorizar a sua língua.
As músicas dele falam amor, amizade ou até mesmo a realidade que temos em frente nos olhos, ou as pequenas coisas que dão-lhe prazer de viver.
Assim que oiço as músicas dele eu fico logo bem disposta porque eu adoro a forma como ele transmite a vida dele para a música, faz-me pensar que viver não é assim tão mau porque pra quem tem o sonho de cantar ouvir Jimmy P é uma inspiração.
Vou deixar aqui uma das minhas músicas favoritas dele!




nono

Apenas 4 segundos


Na minha mente eu tenho sempre 4 segundos para poder fazer escolhas para ser feliz, continuar a sonhar e mexer no meu presente enquanto posso.
Tenho 4 segundos do final do meu dia para desfrutar o pôr do sol, são aqueles únicos segundos que tenho e muitas das vezes coloco o telemóvel de parte só para ver o sol bater na minha face e esperar para vê-lo dia seguinte.
Tenho 4 segundos para dizer àquele que faz questão de não perder ligação comigo e ouvi-lo dentro de um silêncio esquisito dizer que pretende ver-me hoje, amanhã ou até onde poder.
Aqueles 4 segundos em que o meu olhar cruza-se com um olhar poderoso de outro alguém que deixa-me sem jeito e com borboletas na barriga.
Aqueles 4 segundos em que tenho um tema para o meu Blog só com o objectivo de ter mais um motivo de viver e orgulhar-me do que faço.
Dentro de 4 segundos sou abraçada, mimada e com muitos beijinhos porque tenho pessoas que gostam do meu jeito.
Em tão poucos segundos tenho vontade de amar, odiar e permanecer sozinha sem qualquer expectativa de felicidade.
Em 4 segundos deixo de prever o futuro.
Se 4 segundos faço estas coisas todas, nem quero imaginar escrever sobre as minhas 24 horas.

nono

terça-feira, 24 de março de 2015

Querida, mudei o cabelo!











Hoje partilho um com pouco com vocês de todas as mudanças que fiz no meu cabelo.
Eu desde nova tenho uma paixão por moda que não consigo perder por nada deste mundo, eu sempre quis acompanhar, visto que não podia ser as tendências de roupa por não ter muitas possibilidades, mas como tinha uma tia cabelereira era sempre ela que tratava do meu cabelo, até eu tratar do meu cabelo sozinha.
Como podem ver nas fotos acima eu já usei o cabelo comprido pelos ombros com uma franja ao meio da testa.  
Este penteado tem como o nome de Bob e eu adorava este penteado porque tapava-me a cara e chamava a atenção para os meus olhos que são enormes.
Também já usei um corte a tigela e foi um dos penteados que marcaram os meus dezasseis anos apesar de ter cometido vários erros com o meu cabelo e um deles foi optar por usar madeixas e pintar várias vezes, e foi o que deu cabo do meu cabelo.


Sendo africana e tendo um fio de cabelo muito grosso que acabou por enfraquecer estive algum tempo com o cabelo parado apenas usando tranças de cabelo sintéctico ou mesmo umas tranças de lã que dá impressão que são rastas ,e o cabelo relaxou tanto que quando deixei de usar tranças ele estava numa juba enorme encaracolada e como estava a perder a cor das tintas loucas que usei, ele tinha uma cor do tipo cajú.


Entretanto, os anos passaram e decidi usar tranças sintécticas, mas de forma de diferente porque normalmente as raparigas usam as tranças compridas, eu optei por usar com o corte Bob, curto atrás e mais ou menos comprido a frente, e é dessa maneira que faço as minhas mudanças, mas agora de forma saudável!

nono

segunda-feira, 23 de março de 2015

Nunca desista de seus sonhos - Augusto Cury






Nunca desista de seus sonhos é um dos livros que revolucionou a minha vida.
Este livro foi oferecido e a pessoa que o fez tinha a certeza o que estava a fazer, admito que passei a olhar para o mundo de uma forma de diferente, foi este livro de facto que fez-me crescer enquanto pessoa.
Existem atitudes, comportamentos que tem todas uma explicação e este escritor sabe abordar tão bem que certa altura sentia como se ele estivesse a minha frente dando uma aula como um instrutor da vida.
Realmente existem tantos sonhos que não concluimos com o simples medo de falhar em prol da sociedade o que não é muito vantajoso para nós.
Curioso que ele destaca claramente de 3 homens que mudaram a vida de muitos tanto na política como na religião, nem é pela política e a religião em si, mas sim a filosofia e força de vontade que eles tinham.
Estou propriamente a falar de Abraham Lincoln, Jesus Cristo e Martin Luther King, basta estes nomes com história para nos dizer algo, que em quanto estivermos aqui iremos cair tanto que teremos pessoas a dizer-nos para desistir e que nada do que pensamos irá resultar.
Não importa o quanto cairmos, não devemos desistir de nossos sonhos em parte alguma.

nono

Por trás de um sorriso



Por trás do meu sorriso está uma estrada de esperanças!
Uma esperança que não resguarda das desavenças,
Procuro uma mentira que não mostre a verdade
Só quero alguém que um dia demonstre piedade.

Por trás do meu sorriso está alguém que diz-me que ama,
Que na sua existência sempre que o faz abandona,
As minhas entranhas apodrecem de tanta dor,
Como as minhas mãos sentem furor.

Por de trás de um sorriso escrevo para os mendigos de amor
Escrevo pensando num passado cheio de bolor,
Um bolor entranhado nas paredes da minha vida,
Enquanto ali pernoitarei caída.

Não tenho piedade de mim porque eu sonho
Devo sonhar muito para um ser tristonho.
Por trás do meu sorriso transmito um ensinamento cruzado!




nono

domingo, 22 de março de 2015

A minha Dona




É sempre 7h00 da manhã quando a veijo espreguiçar, agarrar o Tablet assim que percebo que ela não está a dormir mais vou ter ao encontro dela porque só eu mereço atenção dela primeiro,  e lá vou eu com o meu andar cruzado como se fosse uma modelo.
Como todos os dias faço é olhar para ela bem perto, colocar os meus bigodes no nariz dela e passar meu nariz molhado na boca dela esperando um beijo de bom dia.
Entretanto, vou aborrecer-lhe mais um pouco para ver se ela saí da cama para servir o meu delicioso banquete ou então mudar a minha areia enquanto eu observo porque quero saber se está a fazer um bom trabalho.
Vou contar as coisas que deixa-me desolada é quando ela entra no banho e fecha aquela porta tão grande deixando-me arrasada a miar por toda casa, nunca irei entender o porquê de ela fazer isso comigo.
O que deixa-me aterrorizada e de olhos completamente vidrados diz respeito ao facto de ela utilizar aquele aparelho que nem eu sei o nome daquilo, mas ela diz que é para secar o cabelo e não fazer-me mal, mas eu prefiro manter a distância.
Detesto quando ela tem de ir trabalhar ou ir para a escola, a tristeza que invade é de um tamanho que para cura-la durmo o dia inteiro, ao menos esqueço a dor que ela deixa-me.
Eu adoro quando ela chega a casa e eu fico preparada na porta a espera dela porque todos os dias ela agarra-me como se fosse um bebé, enche-me de beijos e diz que sou a bola de pêlo mais bonita que ela tem ou a rainha, com toda razão sou um ser mimado.
Entre as nossas brincadeiras, ela gosta de especificamente de limpar o chão só para ver escorregar não entendo a graça que tem tal coisa até parece que faz depropósito.
Bom até que gosto muito dela, mas gosto isolar-me em sítios muitos específicos, gosto de apanhar sol na cama do irmão dela porque bate sol directamente na cama sendo assim sinto-me num spa, gosto de dormir em dispensas, em cima do cesto da roupa suja, em cima do armário da sala e na cama dela só para parecer mais fofo, mas dá-me prazer mesmo de dormir em cima das pessoas.
Depois de contar tantas coisas interessantes da minha vida só sei dizer que sou mimada por muita gente.


nono


sábado, 21 de março de 2015

Viagem n*1 - Grécia



Hoje vou falar da primeira viagem que fiz em toda minha vida.
Eu viajei para a terra dos filósofos, grandes atletas e imperadores, Grécia.
Foi uma experiência muito grande pra mim visto que nunca tinha andado de avião, admito  que estava bastante assustada porque o meu lado pessimista começou a trabalhar, lembro-me de apenas perguntar se por acaso o avião caisse.
Para além, destes pensamentos e correrias pelo aeroporto, tirei bastantes fotografias, provei o famoso queijo Feta que praticamente era acompanhado em todas refeições, lembro-me que quando chegava a um supermercado ficava surpreendida e perdida com a quantidade de coisas que eles tinham e que se não pedisse ajuda não saberia ao certo o que tinha na mão.
Os preços na Grécia não tem nada haver com Portugal é tudo muito caro enquanto nós nos queixamos que o café subiu para 0,60 cêntimos lá o café é quase 5,00 euros.
Um dos sítios que mais gostei de lá estar evidentemente foi Atenas, eu fiquei histérica por dentro por saber que estava a visitar a parte mais alta e histórica da cidade, Olimpia, visto que consegui ver Atenas lá de cima é uma imagem que nunca vou vão tirar de mim.
Só nesse tempo na Grécia apanhei um pouco da rotina dos Gregos, sim porque fiquei com uma família fantástica e sempre alegre, acho que como primeira viagem foi muito bom!